Assiduidade

Todo o nosso trabalho pedagógico é planejado e executado pensando nos alunos, na atividade dos alunos, na produção dos alunos. Uma falta interrompe e prejudica o trabalho.


Pontualidade

Recomenda-se que os alunos cheguem à Escola 15 minutos antes do início das atividades. A pontualidade é necessária para quem não quer sofrer prejuízos nos trabalhos.


Comprometimento e empenho

O aluno deve se envolver com responsabilidade em todas as atividades propostas pela escola, individuais ou em grupo. O aluno que desenvolve as propostas da escola com entusiasmo aprende mais e aprimora a sua formação.


Respeito e cordialidade com colegas

O aluno deve colaborar para a boa convivência entre todos no ambiente escolar. O gesto, a linguagem e a ação devem ser respeitosos para promover o bom andamento de todas as atividades escolares: na sala de aula, nas excursões e nos eventos.


Garra

É uma característica apresentada por todo aluno Anglo. Ter garra significa ter competência e determinação, é saber enfrentar os desafios e estar sempre se preparando para novas empreitadas.


Aula bem assistida

O Colégio Cassiano Ricardo de Ensino Médio tem por objetivo geral a formação do adolescente, visando ao desenvolvimento das suas potencialidades como elemento de autorrealização, preparação para o trabalho e para o exercício consciente da cidadania e, por objetivo específico, a formação básica do aluno com consciência social, crítica, solidária e democrática, de maneira que vá, gradativamente, se percebendo como agente do processo de construção do conhecimento e de transformação das relações entre os homens em sociedade, mediante:

  • Desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos, o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo;
  • Compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade;
  • Desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitude e valores;
  • Fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social;
  • Fortalecimento dos conhecimentos e das habilidades necessárias para a participação e aprovação nos concursos vestibulares de todas as áreas do conhecimento;
  • Consolidação e aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos;
  • Preparação básica para a cidadania do educando, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores;
  • Aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;
  • Compreensão dos fundamentos científico e tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.

Cuidado nas avaliações

O número de avaliações a que nossos alunos são submetidos é bastante grande. Só se aprende a fazer, fazendo. Em cada avaliação, nossos alunos devem:

MANTER A CALMA
Se o aluno está calmo, basta manter-se assim. Se não está calmo, pode-se acalmar com respirações lentas e profundas, e em seguida, com uma leitura descompromissada da prova. Conforme a leitura avança, o aluno vai identificando termos propostos e situações familiares que colaborarão para volta à calma necessária, e assim poderá iniciar os trabalhos.

INICIAR PELO MAS FÁCIL
Uma boa forma de iniciar uma avaliação é lendo-a do início ao fim e, durante a primeira leitura, estabelecer uma classificação inicial para cada proposta (questão) que pode ser: fácil, média ou difícil. Resolvem-se as fáceis já na primeira leitura.
Na segunda passagem pelo texto, trabalham-se as médias e conferem-se as fáceis. Para o final, sobrarão as difíceis. Reservar um tempo para fazer uma última conferência antes de entregar a prova. Essa é a técnica a que se deu o nome sugestivo de “pega-varetas” por aplicar-se às normas técnicas do jogo às provas.

CONFERIR TUDO O QUE FEZ
Um professor “mitológico” do Anglo sempre dizia: “confira o que você fez, pois se você errar o que você sabe, o que você vai acertar?” Os alunos devem conferir o que responderam. Cada erro que eles detectam e corrigem é ganho dobrado. Esse investimento paga muito bem.

TRABALHAR ATÉ O FINAL DA PROVA
Não há trabalho que não possa ser aperfeiçoado. Conferir, fazer de outra maneira para verificar o resultado, deixar a resposta mais clara, a redação melhor, caprichar na letra etc. O aluno deve entregar sua prova ao final do tempo proposto. Todo o tempo deve ser bem aproveitado.