Eu entrei no Anglo em 1998 e me formei no terceiro colegial em 2006.
Fui de lá direto pro Largo São Francisco, estudar Direito na USP. Na Faculdade tive alguns excelentes professores, fiz muitos bons amigos, estagiei e advoguei em escritórios paulistanos importantes na área de infraestrutura, como o Manesco e o Pinheiro Neto Advogados. Foram experiências transformadoras.
Mas só tive certeza de que havia feito uma boa escolha pelo Direito um ano e meio depois de me tornar advogada quando decidi, definitivamente, me tornar educadora.
Em 2013, entrei no mestrado da Faculdade de Educação da USP e, com mais três amigos, fundamos o Pé na Escola que começou como um projeto social com o propósito de promover educação política e em diálogo com os direitos humanos, de um jeito inovador, dentro de escolas. Hoje, o Pé na Escola é um negócio social, ou seja, uma empresa autossustentável que tem como finalidade causar mudanças positivas no país, por meio da educação.
Nosso principal público são adolescentes dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Trabalho, portanto, com estudantes com a mesma idade que eu tinha quando estudava no Anglo.
Considero que a Escola foi importante nas minhas escolhas. Vejo essa fase da vida com um carinho especial. Os professores e amigos que fiz no Anglo, durante a adolescência, as lembranças que tenho dessa época, sem dúvida colaboram para que eu veja essa fase da vida como doce, cheia de curiosidades, talentos, amizades e vontade de mudar o mundo! Trago o que aprendi com essas pessoas e experiências na minha vida de empreendedora, professora, cidadã.